quarta-feira, 3 de abril de 2013

O alvo é mais que



O alvo é mais que
Tenho ouvido frases e frases descrevendo o dízimo. Entre tantas sutis despertou-me a atenção para uma que diz: Dizimar é uma quetão de fé e amor.  Ora, dízimo não é questão de fé e amor, é uma questão de doutrina falsa. Podemos inventar qualquer frase agradável sobre o dízimo, mas elas não mudarão o que as escrituras dízem. As frases podem criar conceitos que não são verdades;  as escrituras são os oráculos de Deus imutável.( O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar). (Mt 24:35).
Frases como essa, carregam em si uma mensagem oculta que afeta e atige em massa o inconciente dos ouvintes. O resultado lógico que se tem é que os que não dizimam não tem fé nem amor. Então, o extrato final é um choque direto com as doutrinas sagradas referentes ao amor e a fé. Primeiro, sem fé é impossível agradar a Deus conforme  Hb11:6; e segundo, o amor é sublime e extremo em magnitude, não está associado direta nem indiretamente ao símplies fato de se doar. Isso é o que Paulo diz em (I Co13:3) –( E ainda que distribuísse todos os meus bens para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria). Obcerve que Paulo está falando do amor verdadeiro, que não busca seos próprios interesses, conforme o versículo cinco (5).
No caso do amor e da fé que leva alguem a dizimar, por si só revelam a motivação e emulação que é um interesse por recompensa pelo ato praticado por e para o doador. É o amor do poupador pala sua conta poupança, com a fé de que vai aumentar os juros. Ésse amor e essa fé não são iguais ao amor e a fé verdadeira. O amor e a fé verdadeira estam firmados nos pricípios da verdade da palavra de Deus. Não em motivações e intersses dos homens.
Os que criam e os que repetem esse tipo de frases esquesem-se que, ir além da verdade é falsificar a mensagem sagrada. E nesse caso o fato é nocivo e o alvo é mais que os dez por cento, pois, com isso satanás  continua arrastando para o engano as almas displicentes e desatentas. As grandezas do evangelho se revelam por meio do que Cristo consumou na cruz, não em resultado das nossas produções, por isso tenhamos cuidado com frases  sutis com aparência de piedade.  O que autentica o amor e a fé de alguém é o objeto e a causa. Jesus é o objeto de nossa fé, pois foi ele que Deus nos deu para crê nele. ( Jo 3:16). E a causa do nosso amor e redenção. (Heb 5:9). ( I JOÃO 4:19 ) Nós amamos, porque ele nos amou primeiro.
Brasília 03/04/2013.
Francisco N. Santos.